O Inconsciente em Freud e Schopenhauer

 

A partir do dia 9 de junho deste ano, às 19h, darei início a uma série de intervenções junto à ȺGHORA Psicanalítica sobre a teoria do inconsciente de Freud e Schopenhauer.

 

Tendo por base textos já publicados: O conceito de Recalque em Schopenhauer,  A Justiça e o Psiquismo Primitivo e uma monografia de maior fôlego: A Teoria do Inconsciente de Schopenhauer e o Fundamento da Técnica Psicanalítica, a proposta é explorar o conceito de inconsciente presente no ambiente filosófico alemão e o quanto a técnica da clínica psicanalítica está ancorada nesse conceito.

 

Tendo no horizonte a prática clínica e o ensino de Lacan, veremos que Schopenhauer já possuía um modelo relativamente sofisticado de aparelho psíquico, muito próximo dos modelos freudianos e insights que permitem ampliar e sofisticar as perspectivas a respeito do funcionamento da mente humana.


Iniciando pelas formulações de Schopenhauer que nos permitem pensar, junto com Freud e Lacan, a análise como a reescrita de uma biografia e uma jornada de autoconhecimento, partiremos para pensar a técnica psicanalítica freudiana como ancorada na teoria do inconsciente. Ao fim, vislumbramos alguma contriubuição para se repensar o conceito freudiano de uma herança filogenética do medo de castração, ao tratarmos do modo que Nietzsche faz uso da teoria schopenhauriana da memória em sua segunda dissertação da Genealogia da Moral.


Os encontros acontecerão nas quartas-feiras, com frequência mensal, de forma gratuita via google meet. Os estudos serão bem aproveitados por interessados em psicanálise e na teoria do inconsciente. Para participar, manifeste interesse por e-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.



 

 

Página 1 de 2